Segunda-feira, 30 de Julho de 2007
Património Geológico

Nave De Santo António

 

Quem vem à Serra da Estrela só vê pedras e aprecia o lado estético da paisagem. Talvez alguma criança se lembre do que aprendeu sobre caos de blocos e veja mais alguma coisa…porém, quantas vezes se olha a paisagem e na pobreza do olhar se fique cego.

A Nave de Santo António, por exemplo, faz parte de uma região mais vasta relativa a vestígios de última glaciação( 20 mil anos). O que se vê aqui são moreias, depósitos glaciares, numa língua que se extinguiu no local. Lá mais atrás na esquerda, vê-se o famoso Poio do Judeu, um bloco errático arrastado pela força do glaciar. Circos glaciares, covões, logoas e vales de glaciar são restos, vestígios que ficaram e marcaram a nossa história geológica. Tudo isso pode ser apreendido numa visita não turística à serra. Sem descurar a estética e o refresco… esta foto foi tirada num dia de Verão!

 

publicado por maria anjos castanheira calado às 16:38
link do post | comentar | favorito
Domingo, 22 de Julho de 2007
Fortalezas

Sortelha

 

Resistem as torres de granito, os castelos e as muralhas ao vento, ás intempéries, ao tempo, à passagem do tempo, ao desleixo dos homens, ao esquecimento, ao abandono.

Mas não resiste a cidade muralhada, pequena e claustrofóbica que definitivamente se torna aldeia pequena e fechada.

Há neste países muitos exemplos destes, de cidades abortadas, com destino traçado mais além que se vê asfixiar pelo andar dos anos.

Sortelha é um desses exemplos, um destino de granito que sofreu a erosão dos tempos.

Dizem, de pessoas, que também as há assim.

Não tenho pena nem me ufano destes destinos. A visão dos homens traça o seu destino e quando o nevoeiro é frequente o horizonte diminui no campo de visão. Nas serras do interior a névoa é baixa já que a cota é alta. Talvez tudo se resuma à latitude e à rarefacção do ar.

 

publicado por maria anjos castanheira calado às 17:26
link do post | comentar | favorito
.anónima
.pesquisar
 
.Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.frescos

. Revisitação

. Do Olhar

. Regressão temporal

. Conto de natal

. desencontros

. ...

. ...

. contos a duas mãos 5

. Ano Novo

. Conto de Natal

.em decomposição

. Maio 2016

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

.tags

. todas as tags

.alguns links
blogs SAPO
.subscrever feeds