Quarta-feira, 30 de Novembro de 2005
De um livro...
Conto a Christine
Como se cruza a trama de descobrimento da vida natal (aquela que ensina a achar o resultado verdadeiro): uma chave que um raio de sol ilumina, ficou à beira da mesa;
pego na chave e vejo, noutro móvel, um cofre; desce sobre mim a ideia de que a chave que retenho na mão abre esse cofre; corro a lingueta da sua fechadura; dentro, há chaves maiores com que me volto para uma porta, e aproximo-me de uma janela que dá entrada num espaço- solo neutro onde está sobre um tapete uma moeda de cobre; pego na moeda, e meto-a na fenda da próxima porta; movo-me com segurança por entre pensamentos alternativos, com a certeza de que a ideia seguinte penetrará ainda no íntimo, e é o resultado de eu ter seguido o raio de sol no inicio.


Llansol, idem

Que conceito é este de vida natal? A vida que realmente temos? A que imaginamos? Uma mistura de ambas?

Depois, este conceito expande-se, descobrindo-se que tudo se arranja como se capas se sobrepusessem a capas. Descascamo-nos como cebolas até não restar nada mais.

Não seremos mais que meras aparências que sucessivamente vamos construindo acabando por atingir o nada.
Ou existirá, dentro de nós, um núcleo primevo que nos religue ao mundo?
publicado por maria anjos castanheira calado às 19:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 29 de Novembro de 2005
De um livro...
___ e volto à penumbra, para lá do bem e do mal:
"e tu como vais, Christine?"
"torno-me lentamente «une vielle femme», e fora eu, sempre possuida pelo mesmo eco que amplifica, que vira imediatamente em imagem «torno-me lentamente une vielle femme, uma mulher que envelhece, uma velhinha.»

Disse-lhe a pouco e pouco, deslizando entre a minha língua e a dela:Christine, estou sempre sobre a ruina de escrever» e ela compreendeu que eu devia estar a vê-la, pálida no tecido quase sem cor, ou sendo a sua pele, de cor perdida, o contorno da saia e da blusa;


Maria Gabriela Llansol, O raio sobre o Lápis, ed. Assírio & Alvim


Llansol faz-nos entrar num mundo de sugestão, num mundo de ideia indifinidas, num mundo de impressões.
Não interessa compreender a narrativa, interessa pensar, sentir cada impressão e dar-lhe sentido. Um sentido.

Vou dedicar-me a descobrir este livro que já foi lido, relido, trelido. E é sempre novo.
publicado por maria anjos castanheira calado às 19:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 27 de Novembro de 2005
...
Mountain Market in Clearing Mist, Southern Song dynasty (1127–1279)
Xia Gui (Chinese, active ca. 1195–1230)
China

publicado por maria anjos castanheira calado às 14:05
link do post | comentar | favorito
Sábado, 26 de Novembro de 2005
Tactear 17

Caiu neve na serra e o manto branco estende-se a perder de vista.
Não sei quantas vezes escrevi já sobre a neve na serra, o manto branco, o frio seco, a morte asséptica e branca. Há alturas em que tudo o que resta é já uma imensa repetição de gestos mecânicos. De dizeres mecânicos.
Caiu neve. Que se lixe a neve.

publicado por maria anjos castanheira calado às 14:23
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Quinta-feira, 24 de Novembro de 2005
Tactear 16
Amador sem coisa amada

Resolvi andar na rua
com os olhos postos no chão.
Quem me quiser que me chame
ou que me toque com a mão.

Quando a angústia embaciar
de tédio os olhos vidrados,
olharei para os prédios altos,
para as telhas dos telhados.

Amador sem coisa amada,
aprendiz colegial.
Sou amador da existência,
não chego a profissional.

António Gedeão
publicado por maria anjos castanheira calado às 19:27
link do post | comentar | favorito
.anónima
.pesquisar
 
.Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.frescos

. Revisitação

. Do Olhar

. Regressão temporal

. Conto de natal

. desencontros

. ...

. ...

. contos a duas mãos 5

. Ano Novo

. Conto de Natal

.em decomposição

. Maio 2016

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Julho 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

.tags

. todas as tags

.alguns links
blogs SAPO
.subscrever feeds